Rabino Henry Sobel morreu nesta sexta-feira (22)

O rabino Henry Sobel morreu nesta sexta-feira (22), aos 75 anos, em Miami, nos  Estados Unidos por complicações associadas a um câncer. O sepultamento ocorrerá no domingo (24), no cemitério Woodbridge Memorial Gardens, no estado americano de Nova Jersey.

Nascido em Lisboa, sua mãe belga e seu pai polonês chegaram a Portugal fugindo da perseguição nazista durante a 2.ª Guerra Mundial. Ainda na primeira infância, a família de Sobel se estabeleceu em Nova York, onde ele se formou rabino.

A partir de 1970, depois de se formar, ele se radicou no Brasil, onde permaneceu por mais de quatro décadas.

Sobel foi um gigante que ajudou a enterrar a ditadura quando se recusou, em outubro de 1975, a sepultar Herzog como suicida no Cemitério Israelita do Butantã, em São Paulo.

“Que todos os brasileiros, em particular e por motivos evidentes a comunidade judaica de São Paulo e do Brasil, honrem sempre a memória de Henry Sobel. Ele defendeu os direitos humanos. Ele se opôs à barbárie. Ele enfrentou a mentira e honrou a tradição com a verdade….” – ( Reinaldo Azevedo)

“Manifesto meu pesar pelo falecimento do rabino Henry Sobel. Sua incansável luta pelos direitos humanos remanesce eternizada na história brasileira. Meus sentimentos aos familiares e à comunidade judaica.” Gilmar Mendes

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.