Após reações negativas, Eduardo Bolsonaro pede desculpas e diz não quer o AI 5

APÓS DEFENDER O AI 5, O DEPUTADO E FILHO DO PRESIDENTE, EDUARDO BOLSONARO, AFIRMOU: “Peço desculpas a quem porventura tenha entendido que eu estou estudando o retorno do AI-5, ou o governo, de alguma maneira –mesmo eu não fazendo parte do governo – está estudando qualquer medida nesse sentido. Essa possibilidade não existe. Agora, muito disso é uma interpretação deturpada do que eu falei. Eu apenas citei o AI-5. Não falei que ele estaria retornando”, disse, em entrevista por telefone à TV Bandeirantes.

O Ato Institucional número 5, editado pelo presidente Artur da Costa e Silva em 1968, fechou o Congresso Nacional, permitiu a cassação de mandatos de políticos e o afastamento de juízes e autorizou que prisões fossem feitas sem direito a habeas corpus.

 

Parlamentares do PT, PC do B, PDT, PSOL, Rede e PSB anunciaram o protocolo de uma notícia-crime no Supremo contra Eduardo Bolsonaro, por suposta prática de incitação ao crime e apologia de crime, delitos punidos com três a seis meses de detenção, cada um.

Na peça, dizem que pretender a volta do AI-5 incita prática de crimes como “tortura, o abuso de poder, as lesões corporais, os homicídios e numerosos outros tipos penais, todos atentando contra a sociedade, a democracia, as organizações, a liberdade e a vida das pessoas”.

 

SE A ESQUERDA RADICALIZAR A SOLUÇÃO É O AI 5, DISSE EDUARDO BOLSONARO. UMA DECLARAÇÃO ABSURDA DE UM DITADOR,

BOLSONARO DISSE QUE EDUARDO ESTÁ SONHANDO.

Eduardo Bolsonaro, diz que como deputado tem imunidade parlamentar.  ELE ESTÁ ENGANDO. EXISTE LIMITES. UM DEPUTADO NÃO PODE SER FAVORÁVEL AO CRIME, ARBÍTRIO E SISTEMA NÃO DEMOCRÁTICO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.