Bolsonaro e a arte de desagradar a Deus e ao diabo – Só os fanáticos não enxergam

Bolsonaro não agrada nem a Deus e nem ao diabo. Ele é mestre na arte de ofender,agredir, falar bobagem e desagradar a todos, inclusive aliados.

A tendência no Congresso é a de derrubar boa parte dos 36 vetos de Bolsonaro à lei.

A indicação do subprocurador Augusto Aras para ocupar o cargo de procurador-geral da República desagradou a muitos fanáticos bolsonaristas que considera Arras um comunista de esquerda. Arras criticou e com razão os métodos ilegais da Lava Lato e ao contrário dos lavagistas, defende a total independência dos parlamentares.

A indicação de Eduardo Bolsonaro para o Senado também oferece grande resistência até de aliados.

OUTRA DERROTA DE BOLSONARO:

foi retirada da proposta de reforma da Previdência, pelo senador e relator da reforma, Tasso Jereissati (PSDB-CE) várias medidas de interesse do governo. Entre elas,

a retirada da proposta IMORAL E INDECENTE de pagar pensão por morte em valor inferior ao salário mínimo e cobrar contribuição previdenciária de anistiados políticos. A perda com as mudanças, em termos de dinheiro, alcançou quantia superior a R$ 63 bilhões em 10 anos.

Um governo fraco, que não tem responsabilidade no falar, que tem perdido apoio a cada pesquisa e que conduz o país para o caos da ingovernabilidade.
Bozo depende do DEM. De Maia e de Alcolombre e terá derrotas no Congresso.

Deixe uma resposta