Notícias

Janaína Paschoal está chocada com as ações de Bolsonaro

Para a deputada, Janaína Paschoal, é inadmissível a hipótese do filho do presidente no cargo de embaixador. “Não poderia de jeito nenhum. Não estou desmerecendo o Eduardo. Eu vejo que ele é um dos políticos com futuro mais promissor. Agora, o presidente da República não pode indicar o filho embaixador. Será que nenhum diplomata presta no país? E como isso é recebido no exterior? Na minha leitura, isso fere a lei de improbidade administrativa e é ilegal, mas colegas dizem que não”, disse Paschoal ainda em entrevista ao site.

“Eu estou chocada que no início do governo o presidente esteja fazendo isso. Não é comparável com os desvios bilionários, mas não é certo. Eu achava que ele não cometeria erros como esse”, disse em referência à indicação de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, ao cargo de embaixador nos EUA.

Ela também criticou o tom usado pelo presidente em suas críticas e nas declarações do dia-a-dia. “Quando ele faz bullying com um ministro em uma live em rede nacional [no último dia 18, Bolsonaro perguntou ao ministro da Infraestrutura se ele tinha parentes “pau de arara” e, diante da confirmação, completou: “sua cabeça não nega”] está, em certa medida, dando mau exemplo”

Deixe uma resposta