Quentinhas do dia – 14/06 – Adélio absolvido

A Justiça de Juiz de Fora, em Minas Gerais, decidiu absolver Adélio Bispo, autor do atentado a facadas contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). A decisão foi tomada nesta sexta-feira (14). A informação é da revista Crusoé. O ataque aconteceu quando o militar da reserva fazia campanha presidencial.

Segundo a publicação, a decisão do juiz federal Bruno Savino tem como base o fato do agressor ter sido considerado inimputável, após laudos médicos. Mesmo com a sentença positiva, Adélio deve permanecer internado por tempo indeterminado. Ele será submetido a perícia médica em 2022, daqui há três anos.

Foi muito estranha. Uma facada que não teve sangue, que os seguranças ao invés de protegerem o Bolsonaro protegeram o esfaqueador”, declarou Lula.

Segundo Maia, Câmara blindou o congresso de crises diárias provocadas pelo governo. “Dessa vez infelizmente foi meu amigo Guedes”, afirmou Maia em coletiva de imprensa em São Paulo.
“Quero saber por que o ministro Guedes assinou uma regra de transição mais flexível no projeto de reforma para os militares”, disse Maia em referência a críticas sobre mudanças na transição de servidores.

Torres Cruz deixou o governo porque não quis financiar blogs de extrema- direita com dinheiro público ( O PT fazia isso, mas com blogs de esquerda). Ofendido pelo astrólogo da Virgínia ( filosofo dos palavrões) Cruz perdeu o embate contra Carlos Bolsonaro e Olavo de Carvalho.
O Bolsonarismo é um petismo invertido. E de direita mas usa métodos petista ( mentiras, vazamentos, perseguições, financiamentos de blogs e sites pró governo e perseguição a imprensa não bolsonarista)

Deixe uma resposta