O país não está bêbado, mas tem na presidência uma pessoa que dá sinais de doença mental

O senador Renan Calheiros voltou a disparar contra Jair Bolsonaro. Para o emedebista, que não faz questão de afagar o governo desde que perdeu a eleição para presidência do Senado devido a movimentações do governo, as recentes medidas defendidas pelo Executivo fazem parecer que o Brasil “está bêbado”. “Governo libera armas; dá ordem para matar; afrouxa código de trânsito e exame toxicológico; extermina o futuro na Educação e no Meio Ambiente; amplia o desemprego, a desesperança e cobra a conta dos mais pobres. De fora para dentro, parece que o País está bêbado”, disse.

Deixe uma resposta