Quem está mentindo?

Em nenhum momento nego a existência do e-mail com a citação. ” amigo do amigo de meu pai” ( embora seja estranho que a revista possua documento ( e-mail) privativo do processo -( ocorreu vazamento)

“Comprovou-se que o documento sigiloso citado na matéria
realmente existe, apesar de não corresponder à verdade o fato que teria sido enviado anteriormente à PGR para investigação. Na matéria jornalística, ou seus autores anteciparam o que seria feito pelo MPF do
Paraná, em verdadeiro exercício de futurologia” afirmou Alexandre de Moraes.

O FATO MENTIROSO é afirmar que teria sido enviado para Raquel Dodge analisar, como se o ministro estivesse em suspeição, quando na verdade o e-mail foi retirado dos autos pelo juiz substituto de Sérgio Moro, Luiz Antonio Bonati, justamente por não comprometer a honrabilidade do ministro.

” o que vc ganha em defender Toffoli e ficar contra seus colegas?

Eu defendo o jornalismo, defendo a verdade dos fatos.

 

QUEM ESTÁ MENTINDO? ANTAGONISTAS OU RAQUEL DODGE?
O TEXTO ESTÁ EM ASPAS E É DE AUTORIA DA PROCURADORA GERAL DA REPÚBLICA, RAQUEL DODGE. FOI CITADO NO DOCUMENTO OFICIAL DO MINISTRO ALEXANDRE DE MORAES.
LOGO ABAIXO, REPRODUZO O TEXTO DA REVISTA QUE CAUSOU A “CENSURA”.

“Ao contrário do que afirma o site O Antagonista, a Procuradoria-Geral da República (PGR) não recebeu nem da força tarefa Lava Jato no Paraná e nem do delegado que preside o inquérito 1365/2015 qualquer informação que teria sido entregue pelo colaborador Marcelo Odebrecht em que ele afirma que a descrição “amigo do amigo de meu pai” refere-se ao presidente do Supremo Tribunal federal (STF), Dias Toffoli”. Raquel Dodge.

DIZ A REPORTAGEM DA REVISTA CRUSOÉ:

” A menção a Dias Toffoli despertou,obviamente,a atenção dos investigadores de Curitiba. Uma cópia do material foi remetida :a procuradora -geral da República, Raquel Dodge,para que ela avalie se é caso ou não de abrir uma frente de investigação sobre o ministro – por integrar a Suprema Corte, ele tem foro privilegiado e só pode ser investigado pela PGR”

Acreditamos que a Procuradora da República, Raquel Dodge, diz a verdade e a revista especulou e errou ao dizer que as informações foram enviadas para Raquel Dodge  avaliar ” se  e caso de abrir ou não uma frente de investigação”.  Segundo Raquel Dodge, ISSO É FALSO.

A revista coloca Toffoli como suspeito e passível de uma ação do PGR. Diz a reportagem:

” com as respostas do empreteiro- delator, a Lava Jato darmaisum passo nas investigações sobre leilões das hidroelétricas.Umas das frentes de apuração , que mira a construção da usina de Belo Monte,já está avançada. Quanto à menção de Marcelo Odebrecht a Dias Toffoli,não se sabe, até aqui se a Procuradoria- Geral da República pedirá algum tipo de esclarecimento ao ministro antes de decidir o que fazer”

Fonte das citações em aspas – Publicação da revista:

: https://crusoe.com.br/edicoes/50/o-amigo-do-amigo-de-meu-pai/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.