Servidor foi demitido porque no passado multou Bolsonaro

Após ser exonerado do cargo, o servidor que multou o presidente Jair Bolsonaro por pesca irregular em área protegida disse que foi punido por ter realizado seu trabalho. José Olímpio Augusto Morelli aplicou a infração a Bolsonaro em Angra dos Reis, em 2012, quando o presidente era deputado federal pelo Rio de Janeiro.

“Fui punido por ter feito minha obrigação”, disse Morelli à Revista Piauí, após a edição de quinta-feira (28/3) do Diário Oficial da União (DUO) trazer sua exoneração do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), onde era chefe do Centro de Operações Aéreas.

Questionado pela revista sobre uma possível ligação entre a multa e a exoneração0, anos depois, o servidor afirmou que a “conexão é total”.

O valor da multa foi R$ 10 mil e nunca foi paga. Em janeiro deste ano, a Advocacia-Geral da União (AGU) determinou que o Ibama a suspendesse, após entender que Bolsonaro não teve acesso ao devido processo de defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.