Presidente Jair Bolsonaro e Mourão: ‘Se Flávio errou, tem que ser punido’

O vice-presidente, Hamilton Mourão, que está atuando como presidente inteiro durante viagem de Jair Bolsonaro a Davos, afirmou que as suspeitas envolvendo o senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ) devem ser apuradas e que, caso haja comprovação, ele deve ser punido.

“Apurar e punir, se for o caso”, disse ele, de acordo com a Folha, ao ser questionado sobre a declaração de Bolsonaro sobre o filho, feita em Davos, na Suíça.

Bolsonaro havia dito hoje (23), em entrevista à agência Bloomberg, que, caso o filho tenha cometido irregularidades e isso seja provado, ele deverá pagar pelos crimes.  “Se por acaso ele errou e isso for provado, lamento como pai, mas ele terá de pagar o preço por esses atos que não podemos aceitar”, declarou ele.

Deixe uma resposta