Flávio Bolsonaro o corretor do ano

1. Flávio nega envolvimento, mas “passa recibo”

O senador eleito, até então, afirmou não ter envolvimento algum com o caso. Segundo ele, as movimentações atípicas diziam respeito a Queiroz, exclusivamente. Ao procurar o Supremo, a mensagem que fica é que Flávio Bolsonaro está “passando recibo”, trazendo o problema para si.

A defesa pede que 1 investigação seja suspensa até que seja decidido em que instância do Judiciário o processo deve tramitar. O pedido foi feito 2 dias após o procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Eduardo Gussem, dizer que poderia oferecer denúncia contra os envolvidos mesmo sem a realização de oitivas. Tanto Queiroz quanto Flávio Bolsonaro e outros envolvidos faltaram aos depoimentos.

2. Flávio falta a depoimento no MP, mas dá entrevista

Convocado a prestar depoimento no Ministério Público do Rio no último dia 10, Flávio Bolsonaro faltou ao compromisso.

Nas redes sociais, o senador eleito disse que havia pedido uma cópia do processo e que agendaria nova data para prestar esclarecimentos..

3. E o titulo de “Corretor do Ano” vai para… Flávio Bolsonaro. À Record, ele contou que o título de R$ 1 milhão que pagou à Caixa em 2017 se refere à compra de um imóvel na planta. Como a entrega do imóvel atrasou, ele o vendeu , em 2017  pelo valor de R$ 2,4 milhões. Que tal?

Deixe uma resposta