Justificativas de Flávio Bolsonaro não justifica os depósitos fracionados

“Quem fez a operação foi a Caixa Econômica, não foi dinheiro meu. Então, está explicado. Eu não tenho nada a ver. A Caixa Econômica Federal quita o restante do financiamento que eu tinha com a construtora e eu passo, não mais à construtora, passo a dever à Caixa Econômica. Só isso. A Caixa pagou esse valor, não foi eu que paguei. Eles pagam minha dívida e eu passo a ser devedor da Caixa”, acrescentou.

Ao senador, não foi perguntado, e por isso ele não respondeu, por que motivo optou por fazer 48 depósitos de R$ 2 mil, com diferença de minutos entre cada operação, em vez de depositar a totalidade do que recebeu em dinheiro de uma vez só na agência bancária em que tem conta bancária.

A denúncia foi divulgada na última sexta- feira no Jornal Nacional. Por que ele demorou tanto tempo para justificar?

Se foi a Caixa quem pagou, por que o dinheiro fracionado de 98 mil na sua conta?

SE FOI ALGO TÃO SIMPLES, POR QUE ELE PEDIU A PARALISAÇÃO DA INVESTIGAÇÃO CONTRA QUEIROZ ALEGANDO TER FORO PRIVILEGIADO?

COMO QUEIROZ VAI JUSTIFICAR A MOVIMENTAÇÃO DE R$ 7 MILHÕES NO PERÍODO DE TRÊS ANOS E 1,2 NO PERÍODO DE 2016 PARA 2017?

Segundo o Coaf, os funcionários do gabinete de Flávio transferiam dinheiro ao ex- motorista dele, Fabrício Queiroz, em datas que coincidem com as datas de pagamento da Alerj

Por que o Senador não fez uma entrevista coletiva com jornalistas de todos os veículos fazendo perguntas?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.