A estranha decisão de Fux

Flávio Bolsonaro pede, e STF suspende investigação sobre Queiroz. Na ditadura do judiciário, para os amigos passa a mão na cabeça, para os adversários, os rigores da lei.

“Com todo o respeito ao Min. Fux, não há como concordar com a decisão, que contraria o precedente do próprio STF. Tratando-se de fato prévio ao mandato, não há foro privilegiado perante o STF. É de se esperar que o Min. Marco Aurélio reverta a liminar”, escreveu Deltan em seu perfil no Twitter.
FORO PRIVILEGIADO ANTECIPADO????
O Estadão/Broadcast apurou que a defesa de Flávio Bolsonaro alegou, em seu pedido, que o parlamentar vai ganhar foro perante o Supremo Tribunal Federal, já que assumirá em fevereiro e que, por isso, a Corte deveria analisar a quem caberia investigar o caso.

 

Janaína Paschoal diz que Fux errou no caso Queiroz-Bolsonaro
“Respeitosamente, entendo que a decisão do Ministro Fux está equivocada; os fatos devem ser posteriores ao início do mandato. Não é o caso!”, tuitou a deputada estadual pelo PSL

Deixe uma resposta