Pautas Bombas vão dificultar o trabalho dos novos governadores

Governadores eleitos e reeleitos do Norte e Nordeste vão viajar para  Brasília nesta terça (4) em Brasília, em busca de recursos.

A cessão onerosa de gás e petróleo e  securitização da dívida ativa poderá aliviar as finanças dos estados.

Em várias unidades da federação as assembleias legislativas estão aprovando aumentos salariais que causarão impacto no orçamento dos governadores eleitos que vão assumir seus cargos em 2019.

Em ao menos quatro Estados e no Distrito Federal, tramitam nos Legislativos estaduais ou já foram aprovados após o resultado das urnas projetos que, se somados, impactam em R$ 1,1 bilhão por ano os cofres públicos.

Minas Gerais:

Em Minas, a Assembleia Legislativa aprovou há 13 dias um aumento de salário para os servidores públicos que terá impacto anual de R$ 122,5 milhões.

Em Goiás, o Legislativo discute a adoção do Orçamento Impositivo, que obriga o governador a executar emendas parlamentares. O impacto pode passar de R$ 300 milhões.

 

Rio Grande do sul:

Proposta de reajuste salarial de 5,58% dos servidores, em análise na Assembleia. O impacto seria de R$ 132 milhões ao ano.

 

A bilhões.

Deixe uma resposta