Moro vai investigar origem de dinheiro ilícito enviado para o exterior

O jornal O Globo informa que o futuro ministro da justiça do governo Bolsonaro, o juiz Sérgio Moro, pretende investigar a origem do dinheiro que foi legalmente repatriado.
“Moro vai investigar a origem de R$ 174,5 bilhões que foram regularizados”
“Dinheiro estava no exterior sem registro na Receita Federal e foi regularizado graças a programas de incentivo editados por Dilma Rousseff e Michel Temer” diz o jornal. Na verdade o decreto foi feito por Dilma.
Temer era vice dela. Ele não teria como contestar ações do titular.

Correção da matéria:

Segundo Moro, A repatriação de que trata esta lei, refere-se aos bens, valores, direitos, que tendo sido enviados ao exterior, não foram devidamente declarados ao FISCO como determina as orientações do Banco Central, porém, o fato gerador cuja hipótese de incidência da tributação, advém de atividade lícita.

As ilícitas, mesmo regularizadas poderão ser foco de investigação e punição.

Dificilmente alguém enviaria dinheiro lícito para o exterior sem declarar.

Grande parte do dinheiro enviado sem informar a Receita Federal era de origem ilícita e aqueles que pensam que regularizaram sua situação fiscal, poderão ser alvos de investigação criminal.

Caíram em uma armadilha?

2 comentários sobre “Moro vai investigar origem de dinheiro ilícito enviado para o exterior

Deixe uma resposta