Bolsonaro -Campanha com promessas falsas

Antes de assumir o mandato, o eleito presidente, Jair Bolsonaro,  começou a quebrar suas promessas.

Diz o site O Antagonista:

“A Frente Parlamentar Evangélica encaminhou hoje a Jair Bolsonaro e Onyx Lorenzoni indicação do deputado Leonardo Quintão para o Ministério de Minas e Energia.

A pressão dos evangélicos aumentou após a nomeação de Osmar Terra para o Ministério da Cidadania, em detrimento de Magno Malta.” “Quem é Osmar Terra comparado ao Magno Malta?”, questiona o pastor Silas Malafaia,

Bolsonaro terá que indicar um evangélico ou vai perder apoio………

 

Bolsonaro mentiu durante a Campanha? Ele sempre disse que não indicaria ninguém por critério político. Será que isso está sendo cumprido?

Claro que não. Vários ministros escolhidos foi indicação política. A ministra da Agricultura, é indicação política do Agronegócio.

O deputado Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) para o cargo de ministro do Turismo é uma indicação do PSL. ( partido dele) assim como,

Gustavo Bebianno (PSL)  foi escolhido para a pasta da Secretaria-Geral.

05 ministros  são das Forças Armadas. Os militares sempre fizeram parte da base política de Bolsonaro.

Além do vice Mourão, já foram indicados como ministros os generais Augusto Heleno, do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) e Fernando Azevedo e Silva, da Defesa, Carlos Alberto Santos Cruz ( Secretaria de governo) e nesta sexta- feira (30/11) foi anunciado o Almirante da Marinha, Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior, para ser ministro das Minas e Energia.

Número de ministros:

Atualmente existem 29 ministérios e, durante a campanha eleitoral, Bolsonaro havia dito que, se eleito, o número de pastas seria reduzido a “no Máximo 15″

Bolsonaro afirmou falou que o número poderá chegar a 20. Segundo o presidente eleito, não será possível atingir o número de 15 ministérios, sugerido durante a campanha, pois foi preciso manter algumas pastas para preservar a qualidade da gestão

“Até o momento, foram confirmados 19 ministros, e Bolsonaro admitiu a possibilidade de ter até 22 pastas.

Extradição de Cesare Battisti

Bolsonaro também afirmou que no seu “primeiro dia de governo, faria a extradição de Cesare Battisti. Outra promessa falsa. Juridicamente isso não será possível.

Nomeação de envolvidos, suspeitos ou investigados pela justiça

Onyz Lorenzoni,  (DEM)recebeu caixa dois e confessou.

Paulo Guedes está sendo investigado pelo Ministério Público.

Luiz Henrique Mandetta,( DEM) Tereza Cristina (DEM), e Marcos Pontes são  alvos de denúncias.

O DEM de Rodrigo Maia, possui 03 indicações.

O discurso mudou.

“Qualquer denúncia ou acusação que seja robusta, [o ministro] não fará parte do governo”,

“É muito difícil hoje em dia você pegar alguém que não tenha alguns problemas, por menores que sejam. Os menores, logicamente, nós vamos ter que absorver. Se o problema ficar vultoso, você tem que tomar uma providência”, afirmou Bolsonaro.

Para a denúncia ser “robusta”, ( termo subjetivo)  isso fica à critério de Bolsonaro. Onyz confessar receber R$ 100 mil reais já foi perdoado por Sérgio Moro. ” Ele Já pediu desculpas” e para Bolsonaro, isso não é algo robusto……

Deixe uma resposta