Haddad vira réu por corrupção em processo derivado da Lava Jato

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), segundo colocado na eleição presidencial deste ano, virou réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em ação judicial que apura se ele recebeu repasses da empreiteira UTC Engenhariaentre maio e junho de 2013, para pagamento de dívidas de sua campanha à prefeitura paulistana em 2012.

É a primeira vez que o petista se torna réu em uma ação criminal. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público de São Paulo e aceita nesta segunda-feira, 19, pela Justiça. O valor envolvido nos repasses chegaria a 2,6 milhões de reais. Haddad nega a acusação e afirma que a UTC teve interesses contrariados durante sua gestão. ( VEJA)

Obs: O delator da UTC é acustumado a fazer delação sem provas.

Ser réu não significa ser condenado ou ser criminoso. As investigações e coleta de provas prosseguem. Muitos réus pela Lava Jato foram  absolvidos no final do processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.